quinta-feira, julho 15

Amor Ardente e Obcecado

Ela não entende o que de fato é isso
Não, não entende
Eles não entendem
Só eu posso compreender
Eu e o meu simplório amor
Simplório. mas verdadeiro
Um amor ardente e obcecado que sinto por aquela mulher
E, Ah! Mas que mulher


Uma beleza afável
Sincera e artística
Arte
E o que é a arte?
Arte é sentir o ver,
Crer no abstrato,
É desejar a cor,
É beijar a alma

O beijo
Sim, o beijo
O beijo é uma demonstração de amor
Uma sim,
Não única
Há muito mais importância numa palavra que num beijo,
Muito mais num olhar,
Há mais verdade no arriscar

Arriscar tudo por quem ama,
Amar tudo pelo que se arrisca
E assim, morrer na certeza de que
O ar está pleno,
O tempo sereno
E o amor...
Aquele tal ardente
E obcecado por sua vez
Difundiu-se em dois corações
E ainda assim segue um só caminho
O caminho do sol.

[28/08/2007]

2 comentários:

  1. Opa, que poema lindo! Gostei, mesmo não curtindo poemas! Sem falar, que você tbm é linda!

    ResponderExcluir