domingo, outubro 17

E se ela só decora o seu papel?

"Olha,Será que ela é moça? Será que ela é triste? Será que é o contrário? Será que é pintura o rosto da atriz? Se ela dança no sétimo céu? Se ela acredita que é outro país? E se ela só decora o seu papel? E se eu pudesse entrar na sua vida? Olha,Será que é de louça?Será que é de éter? Será que é loucura? Será que é cenário a casa da atriz? Se ela mora num arranha-céu? E se as paredes são feitas de giz? E se ela chora num quarto de hotel? E se eu pudesse entrar na sua vida? Sim, me leva para sempre, Beatriz. Me ensina a não andar com os pés no chão. Para sempre é sempre por um triz. Ah, diz quantos desastres tem na minha mão. Diz se é perigoso a gente ser feliz. Olha, Será que é uma estrela? Será que é mentira?Será que é comédia? Será que é divina a vida da atriz? Se ela um dia despencar do céu? E se os pagantes exigirem bis? E se um arcanjo passar o chapéu? E se eu pudesse entrar na sua vida. . . ♫"

quarta-feira, outubro 6

Dois Anos da Vida de Bia

Ontem foi um dia obscuro, Beatriz, minha melhor amiga, viveu o pior dia da sua vida...

Há uns dois anos encontrei Beatriz no ponto do ônibus, ela estava sentada ao meu lado. Sempre foi uma garota bonita, meiga, doce e muito amiga. Desde o dia em que eu a vi nós pegamos o mesmo ônibus.

Um dia Bia falou algo comigo, não ouvi direito o quê, dei um sorriso que foi correspondido e voltei a ouvir música. O ônibus chegou, entramos. Beatriz se sentou ao meu lado. Tirei os fones de ouvido e cumprimentei-a. Desde então passamos a sentar juntas e conversar todo dia. Dentro de pouco tempo nos tornamos melhores amigas. Ríamos juntas, trocávamos segredos e até brigávamos por besteira. Tudo era perfeito!

Tínhamos mais duas amigas: Mary e Anne, super legais também. Fazíamos tudo juntas. Num domingo enquanto conversávamos num barzinho, Anne nos falou de uma viagem que ia rolar no meio do ano. Aceitamos de cara, aquela viagem entraria para a história.

Chegado o meio do ano, as malas prontas, nós ansiosas. Fomos todas bem cedo para o aeroporto. Não demorou para que, no avião,começássemos a cantar músicas divertidas de viagem e, não muito rápido, após várias tentativas sem sucesso de dormir, chegamos com toda energia ao nosso destino. Era lindo, perfeito! Drew, Bia, Mary e Anne: quatro amigas conhecendo Nova Iorque, que viagem!Realmente marcou nossas vidas e reforçou nossa amizade.

A viagem foi maravilhosa, indescritível, mas depois de três semanas já era hora de voltar. No caminho de volta o que predominava era um clima de saudade e choro que não acabava mais. De início todas chorávamos por causa da saudade daquela cidade hilária que tínhamos deixado pra trás, porém logo o motivo do choro de duas de nós havia mudado de rumo. Agora eu chorava por causa de Alberto, um garoto que havia viajado com a gente, enquanto Bia chorava por causa de um segredo que havia lembrado. Segredo que só ela sabia.

Ficamos todas preocupadas. A Bi chorava como se alguém tivesse morrido, sabíamos que era muito grave, mas ela não queria dizer. Deitou-se no meu colo e começou a falar desesperadamente: “não posso falar, não posso”. Logo parei de chorar. Momentaneamente esqueci aquele garoto; percebia-se que o problema da minha amiga era muito maior que o meu.

Ela pediu que parássemos de perguntar o motivo e, quando ninguém estava olhando, Beatriz sussurrou que me contaria depois, já que não conseguiria me falar naquele momento, a menos que eu tivesse um papel e uma caneta, o que não era o caso. Então eu disse que assim que chegasse em casa eu ligaria para ela. E foi o que fiz. Em casa ela ainda estava chorando, então perguntei mais uma vez o motivo, foi quando ela disse que estava apaixonada por alguém que não deveria. Não disse o nome, só pediu para eu adivinhar, pois não conseguiria falar. Perguntei se era o meu irmão, ela disse que não e só depois de muitas tentativas, descobri.

Perguntei novamente por que ela estava chorando, não via problema em ela estar apaixonada há dois anos e meio pela Jenna, garota que saía com a gente ás vezes. Mas ela continuou chorando e disse que estava errado, não por ela, mas pelos outros, afinal ninguém aceita esse tipo de coisa hoje em dia. Conversamos por um bom tempo no telefone até ela parar de chorar. Algum tempo depois resolvemos contar o segredo para a Anne e depois para a Mary. Ambas reagiram da mesma forma que eu. De algum jeito descobrimos que a Jenna também gostava da Bia. Ela tentava disfarçar, mas logo percebemos.

Já faz alguns meses que fomos lá pra casa e bolamos um pano para a Bia ficar com a Jen. A Mary conversaria com a Jenna e saberia se ela gostava mesmo da Bi, depois todas sairíamos untas e daria tudo certo. E realmente deu. Saímos para a praia e nos divertimos muito! Agora a Beatriz ta namorando com a Jen e elas estão super felizes! Mas tinha outro problema. As pessoas estavam começando a desconfiar e elas não queriam mais esconder aquilo.

Há ua semana fomos a um almoço na casa da Bib para decidir o que faríamos sobre isso e enumeramos as possibilidades:
* Poderíamos contar logo para todos;
* Poderíamos esconder para sempre;
* Poderíamos deixar tudo como estava e ir contando aos poucos.

Pensamos mais um pouco e analisamos as opções:
* A primeira opção destruiria a vida das garotas, já que seriam discriminadas para o resto da vida, o que fecharia muitas portas para elas.
* As duas últimas trariam infelicidade para as duas e não as deixaria à vontade, e imagina só o que iria acontecer quando descobrissem...

Finalmente decidimos. Optamos por uma quarta solução: as meninas já estavam bem grandinhas e sabiam o que queriam da vida. Iriam morar em Nova Iorque. Aquela cidade que tinham deixado pra trás e que fora tão importante para a vida das quatro amigas e, também, o início de toda essa história.

Não foi muito fácil decidir isso. O casal teria que dar explicações para as suas famílias e amigos, emprego e faculdade... Além de ter que refazer toda a vida nos Estados Unidos, o que poderia dar errado. Mas já estava decidido e elas estavam dispostas a enfrentar os desafios.

Ontem a Beatriz e a Jen marcaram um jantar com as famílias e amigos mais próximos e contaram tudo isso para eles. Não foi fácil. Muitos tiveram reações horríveis e elas sofreram muito com isso, mas tudo já está se resolvendo.

Hoje quase todas as pessoas que se encontravam na reunião das meninas ontem vieram ao aeroporto e desejaram muita sorte para ambas. Após as despedidas, Bia e Jenna entraram no portão de embarque bastante ansiosas. O que elas não esperavam encontrar era uma surpresinha pouco antes de entrarem no avião. Eu, a Mary, a Anne e a Reigan, outra grande amiga da gente, aparecemos perto da entrada do avião. Resolvemos morar na Big Apple com elas. Tínhamos uma banda faz algum tempo, decidimos refazê-la para sobreviver na capital do mundo.

Agora estamos no avião, no meio da viagem. Ainda está um pouco longe do nosso destino, mas estamos muito empolgadas. Já ligamos para uma gravadora que está apostando tudo na nossa banda. Ainda temos que ensaiar bastante, mas, pelo visto, vai dar tudo certo.

terça-feira, setembro 28

Pescador

Óia o pescador, o pescador
Óia um grande amor, um grande amor
Veio de longe a seguir o vento
Busca um amor, um bom sentimento
Soube que por aqui por essas bandas
Há uma moça bonita que dança e encanta

O pescador, o pescador era bonito
Menino forte e sincero com sede de lua
Ouve a canção, pescador
Saiba que o seu grande amor não será Juliana


Juliana é moça bonita, mas tem um mistério
Nunca houve na praça um rapaz pra ter seu coração
Juliana de moço não gosta nem nunca gostou
Carrega com ela o arco-íris e segue um beija-flor
Ele dita pra ela das frases as mais belas
E ela, sem ter nem porque, as recita pra nós

Esse é o grande mistério de Juliana
Apaixonada pelo seu beija-flor
Vive dançando uma canção de amor
Até que conhece uma outra garota
A quem aprende a amar de verdade
Despedaçando os sentimentos do pescador apaixonado


O pescador, o pescador tão deprimido
Ficou tão fraco e desiludido
Se tivesse escutado a canção, pescador
Saberia que o seu grande amor não seria Juliana

quarta-feira, setembro 15

Se vc quer o arco-íris, tem que enfrentar a tempestade ;)

No início vc não entende muito bem oq está acontecendo. É tão estranho, diferente de tudo oq vc já sentiu. Depois de um tempo vc descobre... É aí que seu mundo cai. Tudo oq vc sente é exatamente o contrário do que deveria sentir. Então vem o medo, a raiva e as mil e uma perguntas. Medo do que vão pensar, de contar pra alguém, das reações e de desvendar esse mundo novo. Raiva de ser assim, de entre tantos milhões de pessoas vc ser a tal ¬¬'. E as perguntas, bem... melhor nem falar nelas, mas a principal, sem dúvidas, seria: PQ EU?

Numa segunda fase aquilo se torna tão forte que vc começa a tentar se abrir pra o mundo. Afinal, chega um momento que aquilo simplesmente escapa de dentro de vc, sem ao menos pedir licença. Vc não sabe se é bom ou ruim, apenas que está acontecendo e que não vai parar. De uma forma mágica, as pessoas mais próximas começam a perceber. Sim, essa é a fase da tempestade, o verdadeiro todos-contra-um. Oq fazer? Ter certeza do que quer e do que é capaz de fazer pra conseguir. Se for capaz de tudo, se prepare pra um graaande tempestade, como nunca antes viu.

Finalmente é chegada a terceira fase. As nuvens cinzas vão saindo do céu e vc começa a ver o arco-íris. E como valeu apena... *______* Talvez tenha tido algumas batalhas desnecessárias ou pelos motivos errados e concerteza vc fez coisas que hj percebeu que haveria uma forma melhor, mas é como dizem: os fins justificam os meios. Vc passa a viver algo tão bom que nada mais importa, toda a tempestade não passa de uma lembraça, pra a vida toda, da sua coragem e persistência, da sua força. É algo que vc sempre vai lembrar num momento de dificuldade e isso vai te dar força sempre. As pessoas passam a te respeitar e te aceitar como é. Vc conquista tudo oq achava ter perdido pra sempre e até mais, muito mais. É como se vc pudesse fazer tudo, é quase como ser dona do mundo (tá bem, nem tanto, mas o sentimento é o memso, rsrs). É a melhor coisa da sua vida, seja pelo sentimento ou pela conquista. E no ápice disso tudo, é tudo tão normal pra vc, vc sente tanto orgulho daquilo, de quem é... Pois é, no final do arco-íris realmente tem um pote de ouro!! ^^

Se no início de tudo te perguntassem oq vc gostaria de mudar na sua vida, a resposta imediata seria: não ser assim. Mas no final, como que por ironia do destino, EU RESPONDO: EU NÃO MUDARIA NADA EM MIM!



(Façam o favor de não banalizar o homossexualismo ¬¬ E sim, esse recado é pra os gays mesmo. Gay não é um palhaço ou uma fantasia extravagante - afetados - é um ser humano como os outros. Sua opção sexual não tem nada haver com sua personalidade, ok? Tenham dignidade!)

quinta-feira, setembro 9

07 de Maio de 2009

Cerca de um ano atrás sofri uma perda irreparável: o meu pai, a quem era muito ligada, faleceu devido à contaminação pelo vírus do HIV. Passei bastante tempo sem querer aceitar, estava com raiva da medicina, que não tinha sido capaz de curá-lo. Entrei em uma depressão tamanha. Pensei muito em tud o que estava acontecendo na minha vida e percebi que, como bom cientista que sou, poderia encontrar uma forma de ajudar àqueles que adquiriam o mesmo problema do meu estimado e falecido pai.

Resolvi, então, me dedicar totalmente a criar uma vacina contra o vírus do HIV. Meses e meses de pesquisas e experimentos, era tudo o que eu fazia. Dias e noites, sem cessar, meu foco ea combater aquele mal que, no passado, me abatera. Vários meses se passaram e, finalmente, descobri o que tato precisava! Foi a maior felicidade, corripra mostrar ao Ministério da Saúde. Tinha sede de salvar novas vidas.

O Ministério, muito agradecido, logo iniciou, juntamente como overno, uma campanha de vacinação em massa e fezvárias aplicações da vacina na população. Eu ainda não tinha concluído as minhas pesquisas, mas o governo não quis esperar para divulgar os resultado e, envolvido pela emoção de tão importante descoberta, eu permiti.

Só depois de realizar novos testes, descobri que a vacina era uma farsa: não só não prevenia ou curava a Aids, como deixava o sistema imunológico do indivíduo mais vulnerável ao vírus. Fiquei desesperado! Na mesma hora, mrquei uma reunião de emergência com o Ministério e o governo. Ambos me proibíram de divulgar o novos resultados, sob pena de exilamento. Agora não sei o que fazer. Fico pensando se seria pior ser exilado e não saber como estão os meus entes queridos, ou ficar em silêncio e com o medo constante de vê-los, a qualquer momento, sofrendo por um mal que eu causei, por pura impulsividade. Esta carta é a revelação dos meus atos. Talvez a minha condenação, talvez meu álibi. O que farei com ela se refletirá em minha vida. Agora das certezas resta só uma: impulsividade, jamais.

segunda-feira, agosto 30

... E esquecer que tudo iso é verdade

Aquelas folhas já estão caindo, mas o outono ainda não chegou. Vamos até a velha casinha da árvore, vamos trocar segredos. Fingir que estamos em guerra e que a gente fazia planos e esquecer que tudo isso é verdade.
Aquelas lembranças ainda vêm na minha cabeça, mas você mudou muito. Vamos tentar reviver tudo, vamos jogar Super Nitendo e fingir que estamos no mundo virtual e que precisamos passar de fase para continuar. E lembrar que tudo isso era verdade.
Aquelas nuvens cinzentas permanecem aqui, mas a tempestade não mais. Vamos jogar o nosso jogo preferido: fingir que somos independentes e que fazíamos viagens pelo mundo e esquecer que tudo isso é verdade.
O sol resolveu aparecer hoje, mas a tristeza continua.Vamos correr juntos pela fazend, vamos rir de medo ao andar a cavalo. Fingir que somos famosos e que todos estão nos olhando e esquecer que tudo isso é verdade.
Aquelas nuvens cinzentas permanecem aqui, mas a tempestade não mais. O sol resolveu aparecer hoje, mas a tristeza continua. O luar está bonito hoje, mas algo ainda está errado. Aquelas folhas já estão caindo, mas o outono ainda não chegou ... E esquecer que tudo isso é verdade.
O luar está bonito hoje, mas algo ainda está errado. Vamos para minha velha cobertura, vamos brincar na minha piscina. Fingir que criamos músicas e que tocamos piano e esquecer que tudo isso é verdade.


[02/04/2006]

quinta-feira, agosto 12

"Profundidade é dizer coisas
que ninguém pensou antes,
Não coisas que ninguém vai
entender depois"

Carta Capital

quarta-feira, agosto 4

Mas não importa o quanto eu te amo... Não consigo expressar-me nem perto disso.
Não tenho esse poder. Você é minha estrela e eu nem ao menos sei dizer o que sinto.
Como pode um coração amar tão além da razão? Entre planos mil, solução se esconde.
                              Minha'lma grita, quer escancarar esse amor.

1 - E se eu simplesmente dissesse que te amo?
De que vale a palavra num mundo de surdos?
2 - E se eu te beijasse até amanhecer?
As manhãs são apressadas por demais...
3 - E se eu descrevesse o meu sorriso com você?
Felicidade é pouco.
4 - E se eu me jogasse de um prédio?
Arranha-céus são demasiado baixos...
5 - E se eu te contasse o eu maior segredo?
Não chega aos pés da minha maior verdade.
6 - E se eu fizesse tua cada estrela do céu?
Não há suficiente brilho...
7 - E se eu virasse o mundo de ponta-cabeça?
Seria muito fácil...
8 - E se eu te desse mil rosas roubadas?
Me faltariam flores...
9 - E se eu construísse um monumento gigante?
Não seria maior do que o meu amor.
10 - E se eu buscasse um tesouro nas profundezas do mar?
Minha alma é tão mais profunda...
11 - E se eu te fizesse uma serenata?
Nem a mais bela das canções é suficiente...
12 - E se eu gritasse o mais alto que posso?
Nem a China escutaria...
13 - E se eu desse uma volta ao mundo?
Mas ele é tão pequeno...
14 - E se eu fosse sua pra sempre?
A vida é cura demais...
15 - E se eu me apaixonasse todo dia por você?
Sobraria amor ainda...
16 - E se eu te pedisse desculpas?
Seria por não saber dizer o quanto AMO VOCÊ!

(13/08/2009)

Sorry if you wish that, but the LIFE is already MINE!

I know I'm popular, baby
And that them all want me
It's my name that get out of their mouths every single day
I'm their dreams
And the nightmare too
And even if they try to walk with me
And they try
I'm much more valuable that what they could support

You could not suport too, baby
Had me and let me
But I saw in your eyes
And I still see it
How you love me and wish me
I've run a lot behind you
Kissed many girls
But I coul not forget you

And you will learn of the worse way, baby
How sad is the 'want' without the 'have'
You've fallen in love with me a lot of times
And my 'fall in love with you' didn't pass yet
And won't pass ever
But the worse will come soon
Soon you will wish me more than everything
You will give your life for me
Will run and drag behind me
Will beg my forgive


 
And I'm telling you, darling
Just like I told you before
For you I will back
Because my 'love' and 'want' is perpetual
But you will have to deal with
The sweet bitterness of the flashes aroud me
And the paparazis looking at me
Are you capable to support the price of love me?

(08/05/2009)

segunda-feira, julho 26

Já faz um tempo, queria te falar da importância que tens. Até que me pego achando isso uma idéia assustadora e inútil. Assustadora porque não sei se estou pronta para o que você seria capaz se descobrisse e inútil porque acredito que você já saiba.

A verdade é que numa dessas noites aparentemente comuns, vi você sentada num lugar que é meu - não que vc não pudesse estar ali, muito pelo contrário, que imensa alegria foi te ver no lugar que também é SEU -  com um ar de felicidade e, mais que isso, de conforto, tranquilidade... Isso basta. De tantas você me escolheu... Eu não podia imaginar.

E foi exatamente isso que me fez pensar: você sabe! Eu não preciso dizer, você já sabe pelo meu silêncio o quanto amo você, o quanto você é importante pra mim. Você foi a mulher mais forte que já conheci, você representa tanto! E o melhor de tudo foi que veio até mim, de todos que haviam.

Sabe, as vezes eu acho que naquela noite em que eu fui te visitar chorando e fiquei te olhando ao lado da cama, talvez naquela noite você tenha sentido tudo o que eu sinto por você. E é tanto que não consigo expressar. Talvez por isso você tenha escolhido a mim e talvez isso tenha sido um sinal de... bem, você sabe, aquilo que eu  devo fazer.

Então quando você voltou, me desculpe se fui uma idiota, é que eu não esperava. Queria sim, mas não esperava. Se pudesse voltava o tempo só pra concertar aquele momento, pra te dizer que te amo e o quanto fiquei feliz em te ver. Talvez ainda seja cedo pra você voltar pra mim e nem ao menos sei se estou pronta pra te receber como merece, ainda sou muito boba pr essas coisas... Mas de uma coisa não duvide: desde aquele dia eu me arrependo de todas as maneiras e terei sempre esperanças de que você volte e eu esteja pronta pra conversarmos como nunca fizemos antes. Prometo não te deixar mais.

É que tenho tanto a dizer, que não sei se caberia aqui.
Com amor!

sexta-feira, julho 23

Do tempo...

...É que as vezes a gente passa
tanto tempo longe, que esquece
como é estar perto.




quinta-feira, julho 15

Amor Ardente e Obcecado

Ela não entende o que de fato é isso
Não, não entende
Eles não entendem
Só eu posso compreender
Eu e o meu simplório amor
Simplório. mas verdadeiro
Um amor ardente e obcecado que sinto por aquela mulher
E, Ah! Mas que mulher


Uma beleza afável
Sincera e artística
Arte
E o que é a arte?
Arte é sentir o ver,
Crer no abstrato,
É desejar a cor,
É beijar a alma

O beijo
Sim, o beijo
O beijo é uma demonstração de amor
Uma sim,
Não única
Há muito mais importância numa palavra que num beijo,
Muito mais num olhar,
Há mais verdade no arriscar

Arriscar tudo por quem ama,
Amar tudo pelo que se arrisca
E assim, morrer na certeza de que
O ar está pleno,
O tempo sereno
E o amor...
Aquele tal ardente
E obcecado por sua vez
Difundiu-se em dois corações
E ainda assim segue um só caminho
O caminho do sol.

[28/08/2007]

quinta-feira, julho 8


Sempre me lembro de todas as palavras bonitas que você me dizia.
Você me fazia sentir a garota mais especial do mundo! ♥



sábado, junho 12

Feliz Dia dos Namorados ♥

Sem dúvidas hoje é um dia muito importante para muita gente e não poderia passar sem uma postagem aqui. Primeiro gostaria de desejar um feliz dia dos namorados para todos aqueles que têm alguém especial. Mas hoje a verdadeira mensagem que quero deixar é pra alguém especial, alguém ue encontrei e não quero mais perder.

Às vezes gente passa a vida inteira procurando uma pessoa especial, idealizando algo em nossa mente que não percebemos que já temos ao nosso lado. O problema é que os valores da sociedade hoje em dia estão pelo averso. Mas se pararmos menos de cinco minutinhos do nosso dia pra pensar o que procuramos nessa tal pessoa especial, vamos nos surpreender.
A coisa mais preciosa que há em uma relação  é a  amizade. Pense bem!  Sua família, seus amigos, as pessoas que te fazem sentir melhor são sempre as que possuem um grande laço de amizade com você, pois um amigo é tudo o que a genet pode precisar em qualquer momento de nossas vidas. Concordam?
Pois é, eu sempre soube que pra ter algo sério com alguém, em primeiro lugar essa pessoa inha que ser não só minha amiga, mas minha MELHOR amiga. Não sei quantas pessoas tem essa sorte ou se dão conta disso. Nem mesmo sei se iso é sorte ou tinha que acontecer, sei lá... o importante é que eu não deixaria essa oportunidade passar. Afinal, a nossa felicidade é a gente que faz,aproveitando os trunfos que a vida dá e eu sei muito bem que, se eu não fazer e cultivar minha alegria, não vai ter alguém pra fazê-lo por mim. Pois cada um é responsável pela sua pŕopria felicidade e cabe às pessoas que lhe amam, no mínimo, ficarem felizes também. (ps: tenha bom senso - se vc realmente ama alguem, principalmnte sendo sua família, vc ñ faz mais q a obrigação apoiando-a a ser feliz da forma que ela escolheu. SE LIGA! O livre arbítrio tá aí pra isso e tenho certeza de q vc tmb fez suas próprias escolhas, mesmo ñ sendo elas oq outras pessoas q te ama esperavam, ñ é? fikdik ;) )
Enfim, só tenho a agradecer pela pessoa que está ao meu lado, pois desde o primeiro dia ela me deu o prazer de ser ao mesmo tempo a minha melhor amiga e namorada e isso foi, simplesmente, o que eu sempre esperei do amor. M.A., eu te amo! E nada nem ninguém vai mudar isso que a gente tem! Só lamento por quem tem inveja disso, mas meus reais votos para essas pessoas são que encontrem alguém assim para que um dia possam sentir e viver tudo isso. Quem sabe assim se preocupam menos com nossas vidas, rs :P (ps: ñ pense nem de longe q é ironia ou sarcasmo, estou falando com toda a sinceridade: cuide do seu jardim q as borboletas virão até vc)
Tudo o que aconteceu entre a gente, tudo o que nós já vivemos de bom, parece que está tudo voltando agora. Esse é o motivo do meu sorriso diário, do meu pensamento constante em você. Aquela amizade que havia se perdido por algum tempo, ela está vida agora, e gritando mais alto que nunca. Vamos viver tudo o que há pra viver! As saudades que sentiremos agora só faz sentido por causa do reencontro depois. É uma saudade saudável, que anuncia dos ventos os melhores! Desejo ir e desejo ficar, mas sabendo que está comigo, qualquer lugar é lugar, pois tenho a certeza que estará ao meu lado a todo instante, afinal, quem foi que disse que pra tá junto precisa tá perto? (pensa em mim que eu tô pensando em vc)
Erica Lis Santana Barreto Costa, eu amo você, minha namorada, amiga e irmã! 

quarta-feira, junho 9

Além das Palavras...

No início da manhã, vinha eu embrulhada nos meus pensamentos, tentando me focar em algo que não fazia muito sentido naquela hora. Todos calados, nada a dizer. Cada um pensando os seus pensamentos, sem nem de longe pensar em dividí-los. Provavelmente eram muito diferentes.

A minha mente estava num vai e volta interrupto, quando olhei para o céu e vi seu sorriso! Logo sorri também. Era inevitável. É sempre inevitável sorrir quando vc sorri... me faltam palavras.

O que me chamou mais atenção nesse seu sorriso de hoje, foi que não era aquele soriso lindo de sempre. Ele estava tão mais bonito que nem sei dizer... Não foi atoa aquele encontro, aquele sorriso. Pra falar a verdade, eu não sabia como e nem por que aquela boca me sorria tão linda e tão diferente naquele momento. Sem perceber, desviei meu olhar e comecei a procurar um motivo pra tudo aquilo... Não havia! Foi aí que me peguei olhando de novo pra você, que mantinha ainda aquele mesmo sorriso.

Sem querer, comecei a analisar, a tentar me aproximar, fui chegando mais perto como se uma força maior estivesse me fazendo ir até você. Não era a minha intenção, apenas aconteceu. Foi como se eu tivesse tomado uma droga, eu estava totalmente fora de mim.

Não sei se os outros perceberam, provavemente estavam muito ocupados com seus pensamentos, mas se viram, concerteza estranharam aquela subta troca de olhares e sorrisos, sem uma palavra se que. Era como se a gente se entendesse por u simples olhar. Foi então que...

Não, espera! Olhei direito. Não acreditei! Seria possível? Tudo o que podia ver agora eram dois sorrisos em um. Duas alegrias, duas paixões, duas esperanças, duas preces por um dia melhor: AQUELE DIA!

Não precisamos de palavras, os sorrisos falaram juntos e eles diziam a mesma coisa, queriam a mesma. Foi algo que nunca senti... vinha bem lá de dentro e não tinha explicação alguma, não se parecia com nada, só era e pronto. Você me deixou sem ar, mas deu todas as resposas que eu buscava a tanto tempo. De uma forma bem sincera, você era o que eu precisava ><

E então você se foi. Não que ninguém poderia te ver, mas você só queria aparecer pra mim, você sabia que era a hora. Olhei para os lados, procurando alguém que tivesse nos notado. Mas parecia que ninguém nos via. Os pedestres caminhavam pelo passeio com suas cabeças baixas sem nenhuma esperança de um dia melhor (se ao menos eles soubessem que o que precisam vem de cima, assim como você chegou pra mim...) Os carros, ocupados demais acelerando os motores, coitados! Não perceberam o que acabara de acontecer entre nós.

Fiquei um pouco triste por você ter que ir tão cedo, sentia que precisava da sua presença, do seu aconchego, um pouco mais. Mas logo lembrei de uma das últimas vezes que os vimos. Era final da tarde, início de 2008, se não me engano, o dia tinha começado perfeito mas algo tinha atrapalhado meus últios planos. E quando tudo parecia perdido, você chegou do nada, sem pedir licença ou dar um boa tarde. Você sorriu pra mim, como sempre faz, e eu soube que tudo ficaria bem. Acho que não preciso contar como terminouo dia, né? Rs Você é tão especial porque vem ao meu encontro quando eu mais preciso, e transforma o meu dia. Foi assim em um dos dias mais imprtantes da minha vida, há 2 anos atrás! Sei que vai ser assim agora!

Eu disse que você tinha ido embora hoje? Me enganei. Você só tinha se afastado um poco, sem dizer nada, só pra ningém descoonfiar da gente. Mas estava ali, olhos fixos em mim e o sorriso no rosto. Eu tenho que admitir, fiquei tããão feliz quando te vi de novo ^^ Não some não! Eu gosto assim.

Você ficou comigo até eu precisar ir embora e isso me fez tão bem. Foi tudo tão imprevisível que nem deu tempo de ficar com saudades. Tinha em você não aquele sorriso de canto de boca que costuma dar, mas sim de um canto a outro, como se viesse a mim de braços abertos pro que der e vier. Tenha certeza: entendi o recado. Enfim, foi importante isso hoje! *-* Aquilo mexeu comigo. Cara, como eu não tinha percebido isso?

segunda-feira, junho 7

Pode vir quente que eu estou FERVENDO!♫




Se você quer brigar e acha
que com isso estou sofrendo
Se enganou, meu bem, pode
vir quente que eu estou fervendo

Pode tirar seu time de campo
O meu coração é do tamanho de um trem
 Iguais a você,eu apanhei mais de cem
 Pode vir quente que eu estou fervendo

segunda-feira, maio 31

Segundo por segundo

Eu quero me deitar na rede, matar minha sede, passar o dia inteiro com você agarradinha, feito uma namorada. E se isso for pecado, não quero nem saber.
Quero provar seu fruto proibido e, quanto ao seu marido, seja o que Deus quiser. Não tenho culpa se ele não lhe ama e se é na minha cama que você se sente mulher.
Eu quero te amar e te dar prazer. Deixe clarear, deixa escurecer... Eu quero aproveitar segundo por segundo. Faz de conta que no mundo é só eu e você.

 
"Quem for feliz no amor, que levante o dedo e me responda sem medo se verdade for. Quem já bebeu dessa água e banhou-se no rio sabe o gosto que sentiu, a marca que ficou. Quando a paixão corre fundo por dentro da gente tantas são as ilusões para um só sonhador... Enquanto a cabeça não sabe, o coração não sente. Navega o corpo vadio em mares de amor.
Devagar, que o santo é de barro! Devagar, que ele pode cair! "

"Eu tenho um segredo, menina, cá dentro do peito, que a noite passada quase que sem jeito vendo a madrugada eu ia revelar. Mas quando um amor diferente tava nos meus braços, olhei pro espaço e vi lá no céu uma estrela cadente se mudar. Eu lembrei das palavras doces que um dia eu falei pra alguém que tanto, tanto me amou me beijou como ninguém, que flutuou nos meus braços, entrou nos meus planos e os nosso segredos confidenciamos sem hesitar..."


"Quem quiser meu amor é só ter jeito manhoso e cheiro gostoso que eu dou.
Eu gosto de um beijo gostoso, de um cafunê, de uma frescurinha na sola do pé, de um rela-rela antes de amar. E também gosto de língua com língua, de cara com cara, de boca com boca, de tara com tara... Um aperto daqui, outro aperto de lá!"

(Pout pourri Jorge de Altinho)

sexta-feira, maio 21


                     Haverá sempre alguém por perto te pedindo pra sorrir mais uma vez, pra cantar mais
               uma vez, para amar mais uma vez, pra viver mais uma vez, pra te ver mais uma vez. 
                
 ♥


quinta-feira, maio 13

Dos sofrimentos e alegrias

A vida é pra ser vivida!

Sempre haverá momentos de sofrimento e de felicidade, de vitoria e de derrota... altos e baixos.
Isto é fato consumado e não há meios para que se possa mudar esse, digamos, "destino".
Nao pense, porém, que por isso vamos viver esperando e lamentando as perdas.
Ora! As lástimas são mesmo feitas para que pensemos pelo que devemos lastimar e também para percebermos a diferença entre bom e ruim e saibamos a hora certa para sorrir ou chorar. De outra forma, sairiamos adoidados pelas avenidas da cidade rindo feito loucos e chorando como covardes. Engraçado, não?
Pois bem! Já que temos a certeza de que haverá sofrimento, vamos sofrer por algo que acreditamos; só assim poderemos ter uma nova certeza: depois da tempestade, virá a calmaria, no caso, a felicidade.
Deixe-me explicar com uma frase: Pena é não ter a coragem de lutar pela sua felicidade. Esses terão sofrimento permanente e nunca a alegria, pois como poderão sorrir se não foram em busca da sua felicidade?

Dizem que sou louco por eu ter um gosto assim 
Não tô nem aí pro que dizem,eu quero é ser feliz

Vão em busca dos seus sonhos. O caminho é de luta, perdas, sofrimentos que não acabam mais... tristeza, dificuldade e vai parecer que nada mais tem jeito, que tudo vai permanecer assim, no escuro.... Mas nunca duvide, se for a escolha certa, tudo se ajeita quando você menos esperar. Corra atrás do que é SEU. Porque é você quem faz a sua FELICIDADE e a VIDA é SUA! Só quem sebe o que é melhor pra você é você mesma.
Concerteza tem um milhão de pessoas dizendo que sabem o que é melhor pra você, até pessoas que te amam tanto que dariam a vida pela sua e que você não quer magoar por nada nesse mundo (mas vai, e muito!), mas logo logo essas tais pessoas vão entender que não é bem assim. E quem não entender, sinceramente, não merece o seu sorriso ;)
Nessa luta você será a única responsável pelos seus atos, e pode acreditar, o fim é sempre de alegria, ganhos e grandes surpresas.
E entre encontros e desencontros, perceberá que a luta esta sempre presente e vale apena sofrer agora pra ser feliz mais tarde.
Vamos parar de viver a vida dos outros para pensarmos mais em nós mesmos e sermos verdadeiramente felizes. Vamos entrar de cabeça nessa campanha pela vida!
E lembre-se, se você for pela cabeça dos outros, vai viver a vida dos outros. Cada um deve enxergar com seus olhos e caminhar com seus próprios passos.

Felicidade é o nosso bem maior.
E o amor supera SIM qualquer obstáculo.
Vamos AMAR mais! Vamos amar o amor!
Precisamos nos apaixonar pela vida!  ♥

quinta-feira, maio 6

Tríade

Ficou meio irritada quando bateram à porta e olhou com desânimo para o monte de papéis e livros esparramados sobre a mesa. Eu tinha pedido que ninguém incomodasse, pensou. Olhou pela janela indecisa. Mas quando bateram pela segunda vez ela suspirou fundo e disse numa voz seca:

- Entre.

De imediato, uma figura sorridente além do comum entrou no escritório com um ar de sucesso. Era o seu filho, vice-diretor do local, Elborn, que não mediu palavras para contar a novidade.

Susan Cornew, que tinha passado as tardes dos últimos dois meses montando o espetáculo perfeito, porém sem uma data certa para acontecer, agora tinha o desafio de terminá-lo em apenas cinco meses, o que também representava o momento perfeito para mostrar ao mundo que a Broadway Dance Center continuava a ser a melhor academia de dança do planeta, e que ela, Susan Cornew, seguindo a tradição da família, era a diretora que proporcionava tal mérito à academia.

Cinco meses! Pouco mais de cento e cinquenta dias! Será que posso fazer isso? Era só o que passava na mente de Su. Se quiser terminar o meu projeto a tempo tenho que sair do papel e partir para a ação, pensava para encorajar a si mesma.

Susan era médium, havia lido sobre o assunto há algum tempo e se interessado bastante. Sentiu um enorme interesse em saber sobre sua vida passada. E foi o que fez.

Cornew, após muito estudo sobre a doutrina espírita e frequantar centros espíritas, estava apta a usar de sua mediunidade, com segurança, para possíveis descobertas sobre os fatos que tronariam aquele sonho de espetáculo perfeito em realidade.

Os dias que se seguiram foram difíceis e cansativos. Susan passava boa parte do tempo se comunicando com seu mentor para desvendar sua vida passada, afinal, este era o tema do grande espetáculo.

Além d eter que dar aulas de dança e participar das reuniões da Broadway, também voltou a frequantar as aulas com o intúito de fazer uma pequena participação no espetáculo, ou talvez apenas para lhe dar inspiração e força.

Só quase um mês após o recebimento da notícia de que a Broadway D.C. abriria o grande evento Oscar, que foi dado início aos preparativos, o que foi marcado com uma bela festa entre toda a equipe que faria parte daquela apresentação; tudo isso porque a diretora só havia concluído o roteiro sobre a sua vida passada na tarde anterior.

Figurinistas desenhavam roupas que davam tanto efeito no palco que chegavam a ser esquipáticas, um grupo de sonoplastas se preocupava com cada detalhe das músicas, os coreógrafis procuravam os mais apropriados passos para encaixar nas coreografias, os bailarinos se esforçavam ao máximo para dar o melhor de si. Tudo estava impecável.

O espetáculo se chamava Tríade e relatava, como a equipe ja sabia, a vida passada de Su, descoberta por ela mesma através do seu mentor.

Após muito suor e dedicação por parte de todos, o espetáculo estava prontíssimo, mesmo porque a abertura do Oscar seria na semana seguinte.

Não demorou para que o grande dia chegasse e, com ele, uma indescritível ansiedade causada, boa parte, pela responsabilidade do evento.

Tríade estava saindo perfeitamente bem, porém nos últimos instantes, quando as cortinas estavam prestes a serem fechadas, alguma coisa colocou uma expressão de espanto nas faces à platéia. Susan Cornew, carregada por um casal de espíritos, surgiu no palco, acompanhada por uma música ao mesmo tempo suave e complexa que, definitivamente, não vinha das caixas de som. Seguiram os três com uma dança que representava, de forma clara, algo que o Tríade não tinha retratado: o motivo pelo qual Su tinha falecidono passado, também conhecido como a parte mais difícil da antiga vida dela, o que foi um verdadeiro misto, pois foi o momento em que a diretora havia sido mais feliz e, ao mesmo tempo, mais triste.

De acordo com a coreografia, Susan e os dois espíritos, a verdadeira tríade do amor, de onde foi tirado o nome do espetáculo, haviam passado momentos difíceis lutando pelo amor que sentiam uns pelos outros, este que não era aceito pela sociedade. Por piores que fossem as ameaças e agressões, por mais que as pessoas tentassem separá-los, às vezes com sucesso, os três foram persistentes e assumiram o que sentiam num evento público de grande importância da época, passando a viver como qualquer outra pessoa casada. O triângulo amorosofoi prerseguido durante algum tempo, até serem pegos e condenados à morte, porém, de acordo com as leis da época, deveriam primeiro realizar uma tarefa ordenada pelo rei.

Dois dias após a ordem do rei, toda a cidade angustiada na platéia, a tríade pronta para a sua dança de morte naquele palco pálido. Os soldados do rei matariam os três ao fim da dança que o rei havia ordenado, a qual era muito cativante, onde os passos pareciam falar. Os soldados estavam ansiosos para executar seu trabalho, entretanto, antes mesmo da dança terminar, algo fez com que toda a platéia ficasse boquiaberta e, com um beijo, a tríade desapareceu bem na frente daquelas centenas de pessoas, nunca mais aparecendo.

Na Tríade, o desfecho da coreografia não foi diferente, Susan e os espíritos desapareceram para sempre no ato de um beijo. A platéia ficou em pleno silêncio por ao menos dez minutos, quando todos começaram a vibrar em aplausos, copiando um feito do filho da melhor diretora da melhor academia de dança do mundo, Susan Cornew.


 27/02/2007

quarta-feira, março 10

O Teatro da Vida!

Fecham-se as cortinas.
As máscaras caem...

É sempre no fim que descobrimos
Quem as pessoas realmente são.

Mas ainda têm pessoas
Que colocam outra máscara,
Sobem ao palco e sussurram:
"...a peça continua..."


- Essa é sua vida, e só você pode escolher entre sussurrar ou deixar a máscara cair.
Eu estou aqui como assistente, para te ajudar nos bastidores, mas, quando as cortinas abrem, o monólogo é seu. É você quem tem o domínio completo dessa grande peça e pode mudar o rumo dela a qualquer momento, afinal, felizmente (ou não), nas nossas vidas não há roteiros, tudo não passa de improvisação! Por isso temos que aprender a lidar com os obstáculos que vão surgindo ao longo do caminho. É sempre uma surpresa!
Mas o que seria do teatro, sem uma forte estrutura? O que seria dos melhores atores, sem uma grande equipe na coxia? O que seria do papel principal, sem os figurantes? E o que seria do espetáculo em si, sem os olhares inquietos da platéia?
O que eu estou tentando te dizer é que, apesar de tudo isso ser bastante cansativo , e os ensaios parecerem intermináveis, nunca chegando a hora do verdadeiro show, ele está aí! O show acontece a cada dia, uma palavra, um gesto, um cenário, um personagem novo... Muda tudo! Tenha certeza de que, no teatro da vida, o ensaio é o próprio show! Então, todo dia quando acordar deseje MERDA!
Fazer o papel principal a toda hora é desgastante. E é inevitável jogarmos os nossos estresse e angústias, que às vezes nem sabemos o motivo, em nossa equipe de apoio. Nesses momentos, procure parar, respirar fundo e analisar as coisas. Você precisa estar de bem com todos que estão a sua volta, ou então o show não pode continuar, pois, do lado de cá, estão aqueles que trabalham para o bom funcionamento da peça e, do lado de lá, os indicadores, os críticos de teatro.
Se algo der errado, não se desespere. Seus assistentes estão aqui para te ajudar com qualquer imprevisto; só queremos que tudo saia perfeito. Além do mais, sempre tem a possibilidade do improviso - e vou lhe contar: é uma arte! - que, por vezes, é tão profissional que a platéia nem percebe, então, se preocupe menos com ela; se você está satisfeita com o seu trabalho, de certo, ela não tem do que reclamar.
Nunca desista! Analise, revise, mude, ensaie, discuta... Faça acontecer! O palco é seu e é você quem dirige essa peça. Só você pode montar e remontar as cenas. Não ligue pra esses críticos de merda que acham que criticar é falar mal; os olheiros estão aí - e, quer saber? Eles te admiram - E, lembre sempre: estamos todos aqui por você!


Abrem-se as cortinas...
O show deve continuar!

Luz, câmera, ação!



sua fã, namorada,
amiga e irmã: Vicky.